Terça-feira, 13 de maio de 2014

Empresa deve indenizar empregado preso após PF encontrar armas irregulares

TST manteve indenização por dano moral a empregado preso por porte ilegal de armas não catalogadas por empresa de segurança. 

O Tribunal Superior do Trabalho não aceitou o recurso da empresa, que pretendia se livrar do pagamento de 10 mil reais por dano moral a um ex empregado.

O trabalhador foi preso durante uma fiscalização da Polícia Federal que encontrou armas mantidas irregularmente no local de trabalho. Como o empregado era responsável por guardar o armamento, acabou preso por porte ilegal de arma de fogo durante três dias.

A empresa alegou que a atitude da Polícia Federal foi abusiva e arbitrária. Ao analisar o processo, os ministros da 7? Turma não aceitaram os argumentos, de acordo com o relator a empregadora tem o dever de reparar a humilhação sofrida pelo empregado.

imagem Patrick Feller
Terça-feira, 13 de maio de 2014
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend