Segunda-feira, 19 de maio de 2014

Omissão de informação sobre surto de gripe em cruzeiro marítimo gera indenização de R$ 5 mil

O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou uma empresa de cruzeiros marítimos a indenizar um passageiro por danos morais e materiais devido ao contágio de doença ocorrido no interior do navio.

A empresa deverá restituir a quantia paga pela viagem e indenizar o passageiro em R$ 5.000,00.

De acordo com os autos, após embarcar o autor recebeu informações a cerca de um tripulante que havia falecido por conta de vírus de gripe que se empalhou pelo navio. Diante do fato o passageiro tentou buscar informações, porém, a tripulação não lhe informou nada a respeito e não lhe deu a opção de não permanência na embarcação.

Durante a viagem o autor contraiu a doença, assim como outros passageiros, o que ocasionou a inspeção da Vigilância Sanitária em todos os locais onde o navio fez a escala.

A Justiça entendeu que, ainda que o agente infeccioso tivesse origem externa ao navio, o fornecedor de serviços responde independentemente de culpa pela reparação dos danos causados por defeitos relativos a prestação do serviço, bem como por informações insuficientes ou inadequadas.

Para o magistrado ficou claro o descaso com os consumidores, já que os passageiros não receberam qualquer informação oficial sobre o surto de gripe.

imagem TravelingOtter
Segunda-feira, 19 de maio de 2014
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend