Mujica defende prisão domiciliar para condenados com mais de 70 anos
Terça-feira, 4 de novembro de 2014

Mujica defende prisão domiciliar para condenados com mais de 70 anos

Prestes a entregar a faixa presidencial para seu sucessor, o presidente do Uruguai, José Mujica, posicionou-se a favor de transferir à prisão domiciliar condenados com mais de 70 anos. O pedido de Mujica será encaminhado para Suprema Corte, que atualmente já concede pedidos de clemência, exceto quando envolvem crimes graves, como violações aos direitos humanos.

Se o projeto for aprovado, militares que atuaram na ditadura (1973-1985) poderão ser privilegiados. Políticos que apoiam Mujica afirmam que a iniciativa se justifica por razões humanitárias, e que mesmo a prisão domiciliar continua sendo uma pena severa, configurando um “castigo civilizatório”.

A idéia de Mujica respalda-se também em um recente pedido da Cruz Vermelha, que ao visitar algumas cadeias do país, elaboraram um documento recomendando ao presidente a prisão domiciliar de determinados presos, por “motivos de saúde”, entre eles cinco militares da ditadura.

Com informações do jornal La Nacion/ Imagem: José Cruz

 

Terça-feira, 4 de novembro de 2014
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend