Os 12 melhores filmes sobre direito no Netflix, segundo os colunistas do Just
Quinta-feira, 30 de julho de 2015

Os 12 melhores filmes sobre direito no Netflix, segundo os colunistas do Just

Todo mundo um dia já abriu o Netflix e ficou horas procurando um filme legal para assistir. Quando você percebe, já são 3 da manhã e a hora de dormir chegou, ou seja, perdeu todo esse tempo navegando e nada.

Pensando nisso, o maior e melhor time de colunistas desse mundo (com o portal mais modesto de todos) escolheram os 12 melhores filmes sobre direito que estão disponíveis no Netflix. Prepara a pipoca, a coberta, a imaginação e boa sessão 🙂 

1- Hotel Ruanda

 Se tu não viste esse filme, só resta uma pergunta: em que mundo estranho você vive? O clássico do clássico do clássico em quesitos fatos reais.

O filme retrata uma guerra – a qual, embora tenha acabado no papel, continua pegando fogo – de um país africano chamado Ruanda. O mais louco do filme é perceber que a sacanagem com a África não termina, gira em um looping infinito.

As nações européias lavaram suas mãos para os hutus, minoria massacrada pelos tutsis. A coisa seria muito pior se não fosse Paul Rusesabagina, que abrigou um monte gente no seu hotel, o Hotel Ruanda.
Obs. pessoas, isso não são spoilers;, são fatos conhecidos de todos. O legal é saber como essa história aconteceu.

2- As duas faces de um crime

Clássico filme de júri, cheio de reviravoltas. O que podemos contar sem estragar o filme com spoiers é: o filme é insano e o personagem do advogado (Richard Gere, que também brilha na defesa do musical Chicago) e o acusado – Edward Norton sempre um estouro – valem o filme.

3-Minority Report – A nova lei

Sabe aquele deputado que falou sobre a possibilidade de, no futuro, detectar tendências criminosas em bebês ainda durante a gestação para poder interromper e abortar?

Pois bem, provavelmente ele assistiu esse filme antes de dizer isso. A trama se passa no futuro e mostra um sistema que prevê crimes antes de serem cometidos, prendem os “bandidos” e acaba a violência.

Mas acredite, muitas tretas acontecem mostrando uma análise bem crítica ao direito penal. Você vai gostar.  

4 – Erin Brockovich – Uma mulher de talento

Quer saber como sua Faculdade de Direito e sua carteirinha da OAB são ferramentas absolutas para fazer do mundo um local melhor? Bom, assista Erin Brockovich e boa sorte na vida.

5 – Seven – os setes crimes capitais

Chega de clássicos por hoje? Nem a pau, Juvenal.

Seven é daqueles filmes que intrigam a mente de qualquer pessoa. No caso, um serial killer se destaca por seguir um padrão dos sete pecados capitais. Uma cena melhor que a outra, mas garantimos que a cena do pecado "Ira" é difícil de superar.

6 – Hannibal

Anthony Hopkins, senhoras e senhores. Apenas Anthony Hopkins sendo o psicopata mais cativante de todos os tempos.

Para quem não viu o filme do psiquiatra canibal, veja. Quem já viu, veja a série, também disponível no Netflix, mas com outros atores.

Se você já viu tanto um, quanto outro, então sabe do que os nossos colunistas estão falando 😉

7 – Jornada pela Justiça

Diz aí que você deve estar pensando: Eu já vi todos esses filmes, nossa que seleção clássica do Justificando, meu deus, que isso.

Ahá! Esse se você viu então o problema não está conosco. É o roteiro de sempre (mas que é obrigatório que seja visto), isto é, caso impossível, cliente jura inocência, tudo jogando contra e uma pessoa que veste a camisa da defesa e vai até o fim do mundo defender a inocência do acusado.

Pois isso é Jornada pela Justiça. 

8 – A informante

Bósnia, gente. Bósnia. Se a treta lá já não é espinhosa o bastante, imagine se a ONU (!) ainda joga lenha na fogueira em atividade (muito) suspeita.

O filme é inacreditavelmente baseado em fatos reais e vai te emocionar muito, garantimos!

9 – O Senhor das armas

Dê uma chance ao filme. Quando dizemos isso, dê apenas um minuto de chance ao filme e você verá um dos inícios mais fantásticos da história do sétima arte, ao lado de outros grandes ícones, como O Resgate do Soldado Ryan.

Sobre tráfico de armas, potências mundiais explorando países subdesenvolvidos e outras coisas muito loucas, Senhor das Armas é o seu lugar.

10- A boa mentira

Esse é um filme que não chama muito a atenção pelo nome, nem pelo trailer (convenhamos). Mas, quando você insiste e assiste ao filme, a chance de terminar emocionado e com uma outra visão sobre refugiados é quase 101%.

11 -O segredo dos seus olhos 

Esse não é muito conhecido pelo público brasileiro, mas quem se interessa por Direito TEM que ver. Penal, Processo Penal e a cobrança histórica da sociedade argentina com o período militar.

No filme, Ricardo Darín – existe outro ator argentino? (zuera, só estamos sacaneando os hermanos) – vive um oficial de justiça de um tribunal penal que se dedica a escrever um livro sobre o Judiciário nos tempos de chumbo, em especial, sobre uma história trágica que viveu. Gente, sério, não dá para escrever mais sem dar spoilers, mas já adiantamos: o filme tem um dos finais mais insanos e épicos que já vimos.

12- Um sonho de liberdade

Conhece o IMDb? Não? Bom, SÓ tem o maior ranking de filmes da internet. Bom, sabe esse filme aqui? É nada mais, nada menos, que o 1º colocado. Number one. Top. Imbatível. Poderoso.

E o melhor, Justificanianos, não é nem isso. O filme é sobre prisão perpétua! Maravilha para nós, para nossos colunistas e para você discutirmos todos juntos sobre crimes e castigos aplicados a um jovem banqueiro que jura de pé junto ser inocente. Não tem escolha, tem que assistir.

Quinta-feira, 30 de julho de 2015
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend