Estudo revela que maioria dos presos do Rio são de bairros periféricos
Segunda-feira, 6 de junho de 2016

Estudo revela que maioria dos presos do Rio são de bairros periféricos

Um estudo inédito no Brasil, desenvolvido pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV e baseado em dados da Secretaria do Estado de Administração Penitenciária (SEAP), identificou que existe uma concentração geográfica nas cadeias da cidade do Rio de Janeiro.

Foram analisados fichas de 18.438 detentos que estiveram presos em algum momento entre janeiro e julho de 2015 em prisões na cidade do Rio. Em números absolutos, 875 detentos declararam residir em Bangu . A lista segue com bonsucesso (603), Campo Grande (541 presos), Santa Cruz (479) e Cidade de Deus (473). Entre os 160 bairros do Rio, só nesses cinco primeiros viviam 16% dos detentos.

O que o estudo evidencia é que estes mesmos bairros apresentam baixa renda média. Os mapas sugerem uma convergência entre fatores socioeconômicos e entradas no sistema penitenciário. São, portanto, ilustrações de como esses fatores são distribuídos na cidade. O estudo indica, nesse sentido, que um bairro ou uma região de um bairro tendem a continuar produzindo desvantagem, crimes e prisões de maneira concentrada. As conclusões são consistentes com recentes propostas internacionalmente reconhecidas de uma abordagem a nível local e comunitário para uma reforma do sistema penal.

O estudo visa ajudar os governos a concentrar a atenção sobre as condições e necessidades dos espaços urbanos que apresentam altos índices de encarceramento. Em vez de se concentrar apenas sobre a punição e reabilitação de indivíduos, a pesquisa identifica locais específicos e estratégias emergentes para investir recursos públicos, a fim de abordar as condições urbanas nas quais os prisioneiros têm origem.

Além disso, o estudo revelou que o sistema penitenciário está composto, majoritariamente, por homens de 20 a 24 anos, pardos, com ensino fundamental incompleto e que respondem por roubo simples ou tráfico de entorpecentes.

Segunda-feira, 6 de junho de 2016
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend