Empresários da FIESP e JBS foram premiados em cerimônia do Tribunal Superior do Trabalho
Quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Empresários da FIESP e JBS foram premiados em cerimônia do Tribunal Superior do Trabalho

No último dia 11, como faz todos os anos, Tribunal Superior do Trabalho (TST) condecorou como "comendadores" da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho uma série de personalidades. Dentre elas, destacou-se a homenagem ao vice-presidente da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (FIESP), Benjamin Steibruch e o Diretor Executivo do Grupo JBS Foods, Francisco de Assis, ambos representando empresas ligadas à exploração e violação dos direitos trabalhistas. Além desses empresários, foram também entregues comendas ao presidente interino Michel Temer e ao ministro interino do Trabalho e emprego Ronaldo Nogueira.

As premiações, de ordem honorífica, foram entregues pelo Presidente do TST, Ives Gandra Martins Filho. Um dos homenageados, Benjamin Steinbruch, já havia sido denominado pela Revista Época como o barão do aço, por ser dono da Companhia de Siderurgia Nacional (CSN) e vice-presidente da FIESP, entidade que protagonizou a campanha "não vou pagar o pato", a qual, dentre outras pautas, defende a flexibilização dos direitos trabalhistas. 

Em 2014, Steinbruch concedeu uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo, no mínimo, controversa, ao defender o suposto modelo norte-americano, cujos trabalhadores "comem sanduíche com a mão esquerda" e "operam a máquina com a direita".

"Eu acho que se o empregado se sente confortável em diminuir este tempo [hora de almoço], porque a lei obriga que tenha esse tempo?" – questionou. Na mesma entrevista, o empresário afirmou que o negociado sobre o legislado, outra pauta patronal rebatida por movimentos dos trabalhadores, seria de interesse dos empregados – "Se você propõe para o empregado, por exemplo, se reduzir metade dos direitos que ele tem e outra metade vai para o bolso dele, eu te garanto que os empregados vão querer que metade vá para o bolso", disse.

Já Francisco de Assis foi homenageado por sua função como Diretor Executivo do Grupo JBS Foods. Com lucro líquido de US$ 2,04 bilhões em 2014, a JBS é hoje o maior grupo privado do país em faturamento, a maior processadora de carnes do mundo e também campeã nacional em acidentes do trabalho.

Exemplo disso é sua medalha de ouro, conquistada recentemente, quando condenada pelo próprio TST a indenizar coletivamente, por danos morais em R$ 10 milhões, funcionários da unidade da companhia alimentícia Seara de Forquilhinha (SC), devido a práticas consideradas atentatórias à dignidade humana de seus empregados. Segundo o Tribunal, os funcionários eram submetidos a "jornadas exaustivas" de trabalho e "temperaturas extremamente baixas".

Premiado em uma das outras modalidades, condizente com seu cargo público, o título da "Grã Cruz" ficou para o ministro interino do Trabalho e Emprego Ronaldo Nogueira, que disse neste mês que priorizará a proposta do negociado sobre o legislado entre empregados e empregadores no que tange ao salário e à jornada de trabalho.

O melhor, contudo, ficou para o dono do lema "não pense em crise, trabalhe". Ao presidente interino Michel Temer foi dada a maior comenda na ordem hierárquica, a de "Grão-Colar", por sua "atividade em prol da Justiça do Trabalho ou em quaisquer ramos do Direito".

Colunista do Justificando criticou a premiação

Em sua página na rede social Facebook, o advogado de entidades sindicais e colunista do Justificando Gabriel Franco da Rosa criticou a premiação do TST que, para ele, se rendeu a homenagear "adversários do direito do trabalho" e exibiu um "posicionamento ideológico contrário ao interesse dos trabalhadores, uma sinalização preocupante para todos aqueles e aquelas que vivem do próprio trabalho". 

Confira a lista dos condecorados pelo TST na íntegra

Fotos: Fellipe Sampaio/Reprodução Flickr TST

Quinta-feira, 18 de agosto de 2016
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend