Petição com mais de 270 mil assinaturas contra Moraes é entregue no Senado
Segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Petição com mais de 270 mil assinaturas contra Moraes é entregue no Senado

Foto: Fotos Públicas

Na tarde desta segunda (20) foi entregue por diversos movimentos sociais, juristas e entidades de estudantes uma petição com mais de 250 mil assinaturas que repudiam a ida de Alexandre de Moraes ao Supremo Tribunal Federal (STF). O abaixo-assinado foi encabeçado pelo centro acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e encaminhado um dia antes da Sabatina de Moraes.

A articulação para entrega das assinaturas envolveu diversas entidades de direitos humanos, como o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), o Conectas Direitos Humanos, a Artigo 19, o Justificando, além de outras entidades. Dentre as dificuldades enfrentadas, estava a logística para enviar tantas assinaturas impressas, bem como a forma de se entregar o documento em uma casa cuja maioria é aliada ao governo que o indicou.

Para a presidente do Centro Acadêmico, Paula Masulk, a reputação de Moraes não é ilibada. Ela denunciou que a PM de São Paulo é uma das mais truculentas. “Foi repressiva com estudantes secundaristas, Moraes permitiu reintegração de posse sem mandado judicial. Diante da crise carcerária, ele demonstrou uma atitude displicente”, disse. 

Os estudantes foram ao Senado acompanhados or parlamentares da oposição, como Gleisi Hoffmann (PT-PR), Lindbergh Farias (PT-RJ), Maria do Rosário (PT-RS), Jandira Feghali (PC do B-RJ) e Glauber Braga (PSOL-RJ). A gente já viu a postura dele em outros cargos que ocupou, como a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o Ministério da Justiça. À frente desses cargos ele demonstrou desrespeito a direitos fundamentais, a direitos humanos”, afirmou Paula.

Servidores da CCJ receberam as assinaturas. Paula Masulk disse que o presidente da comissão, senador Edison Lobão (PMDB-MA), e o relator da indicação de Moraes, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), não quiseram receber representantes do movimento. O senador Randolfe Rodrigues informou que já foi apresentado um requerimento à CCJ para que o abaixo assinado seja anexado aos documentos do processo de indicação de Moraes naquele colegiado.

O abaixo assinado reforça uma série de movimentações que estão ocorrendo contra a nomeação de Moraes. Desde a semana passada, diversos advogados de diferentes regiões do país entraram com ações populares em série na Justiça para tentar barrar o processo de indicação. Caso um dos juízes federais aceite o argumento, a Sabatina será suspensa liminarmente. Com informações da Agência Senado.

Segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend