Chacina em comunidade quilombola deixa seis trabalhadores rurais mortos na Bahia
Quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Chacina em comunidade quilombola deixa seis trabalhadores rurais mortos na Bahia

Foto: Incra/ Divulgação

Nesta segunda-feira (7), a Polícia Civil da Bahia montou uma força-tarefa para apurar o assassinato de 6 trabalhadores que faziam parte da comunidade quilombola Iuna, em Lençóis, na região da Chapada Diamantina, na Bahia. As mortes aconteceram na noite do último domingo (6), em duas residência dentro do território.

De acordo com o portal G1, para a polícia as mortes possuem ligação. As vítimas forma identificadas como Adeilton Brito de Souza, Amauri Pereira da Silva, Cosme Rosário Conceição, Gildásio Bispo das Neves, Marcos Pereira da Silva e Valdir Pereira da Silva. Ainda segundo a polícia, pessoas já foram ouvidas. Mais informações não foram divulgadas para não atrapalhar as investigações.

A área onde aconteceu os assassinatos é reconhecida pela Fundação Palmares e tem o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) executado pelo Incra que já emitiu nota de pesar se solidarizando com as famílias das vítimas.

De acordo com Associação dos Advogados de Trabalhadores Rurais (AATR), há menos de um mês outros dois quilombolas foram mortos. Lindomar Fernandes Martins foi assassinado na mesma comunidade onde ocorreu a chacina; e José Raimundo Mota de Souza Junior, da comunidade de Jiboia, no município de Antônio Gonçalves.

Segundo o Incra, os crimes foram comunicados à Delegacia Agrária e a Casa Militar também será oficiada. Conforme a Polícia Civil, o caso será investigado pela Delegacia de Lençóis.

Quarta-feira, 9 de agosto de 2017
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]