Julgamento do Caso Triplex se aproxima. Veja entrevistas do Justificando para entender
Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Julgamento do Caso Triplex se aproxima. Veja entrevistas do Justificando para entender

Foto: Filipe Araújo

Sem dúvidas, o caso Lula foi um dos mais discutidos na história do Justificando. Foram notícias, artigos, entrevistas, vídeos de pessoas que se debruçaram sobre diferentes fases do processo, sob diferentes pontos de análise, para trazer o contraponto jurídico e político necessário ao passo que a mídia convencional trouxe praticamente de forma unânime o magistrado federal, os procuradores da força-tarefa, como também associações de classe e juristas alinhados à acusação. Como linha editorial, o portal manteve durante todo o processo um olhar crítico sobre a Operação, em coerência com a linha anti-punitivista, bem como contrária ao crescimento do arbítrio pelo Poder Judiciário.

Não deixe de assinar o canal do Justificando no Youtube

Desde a denúncia dos promotores de São Paulo, famosa pela citação equivocada de “Marx e Hegel”, até os momentos finais que antecedem o julgamento da apelação do Tribunal Regional da 4ª Região, diversos juristas e pensadores nacionais e internacionais de diversas áreas do conhecimento debateram ponto a ponto, como, por exemplo, o Professor Doutor de Direito Constitucional da Universidade de Roma Tre, Pierluigi Petrillo. O jurista italiano esteve nos estúdios do Just logo após a liberação dos áudios de Moro para a Rede Globo, elevando a temperatura política às vésperas do julgamento do impeachment. Para ele, o que ocorreu era até difícil de acreditar, tamanha a ilegalidade. Além disso, Petrillo trouxe um panorama sobre a Operação “Mãos Limpas”, a qual inspirou a equivalente brasileira:

No campo internacional, o Justificando também recebeu o Advogado especialista em cortes internacionais de direitos humanos, Geoffrey Robertson, que representa o ex-presidente Lula na ONU. Robertson já atuou em casos de repercussão mundial, como na defesa do ativista Julian Assange; na acusação contra a Turquia pelo genocídio armênio e contra o tráfico internacional de armas por Israel para o cartel de Medellin, na Colômbia. Para ele, Moro está muito envolvido com o processo investigativo e a grande imprensa condena Lula em suas manchetes, com uniforme de de presidiário, por exemplo.“Isso é ilegal, esse é um juiz que está fora de controle. Além disso, todos merecem um julgamento imparcial e justo. Moro e todos os procuradores da Operação Lava Jato estão acusando Lula de ser culpado há um ano, eles não estão sendo imparciais“, afirma.

Protagonista da defesa do ex-presidente no caso, o advogado Cristiano Zanin veio ao estúdio em duas oportunidades. Na primeira, havia recentemente voltado da prestigiada Universidade de Harvard, onde apresentou o caso Lula para professores que desenvolveram a tese do “Lawfare”, aplicável ao presente caso de Curitiba. Na entrevista, Zanin explica a teoria e a relaciona com o Caso Lula:

Na segunda oportunidade, o advogado foi sabatinado justamente sobre o caso do Triplex. Até então, não havia sido proferida a sentença de Moro, duramente criticada inclusive por série histórica de artigos do Professor Doutor da Universidade do Paraná e advogado do ex-presidente em parte do processo, Juarez Cirino dos Santos. Entretanto, Zanin pôde trazer seus argumentos no que toca alguns pontos do caso:

O próprio Professor Juarez Cirino dos Santos concedeu uma pequena entrevista para o Just, onde resume o que, para ele, representa politicamente o processo contra o ex-presidente:

No dia seguinte à condenação de Lula pelo caso do Triplex, recebemos nos estúdios a visita de Leonardo Isaac Yarochewski, que estava de passagem por São Paulo para lançamento do livro “Caso Lula – Por que Lula?” (Letramento/Justificando). Um dos mais presentes autores de artigos no portal com foco no caso, o jurista Doutor em Direito pela UFMG expressou sua indignação com o caso.

Juristas dos mais variados campos de atuação se unem à crítica à sentença

Em outras oportunidades, o Justificando teve a oportunidade de estar junto a vários juristas e analistas políticos críticos veementes da sentença de Sérgio Moro. No lançamento do livro “Comentários à sentença anunciada”, que reúne mais de 200 juristas de variados estados e campos de atuação, André Zanardo perguntou a todos: Por que defender Lula? 

Responderam, em ordem: José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça do governo Dilma e Professor na PUC-SP; o criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, conhecido como Kakay; o criminalista e Procurador de Justiça aposentado Roberto Tardelli, o ex-prefeito de São Paulo e professor na Universidade de São Paulo Fernando Haddad; a Professora de Direito Internacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Carol Proner, a Professora de Direito Administrativo na PUC-SP, Weida Zancaner; o Deputado Federal (PT-SP) e relator do Novo Código de Processo Civil na Câmara, Paulo Teixeira; o Advogado Vitor Marques; o notório advogado criminalista Alberto Zacharias Toron; a Professora Doutora da PUC-Rio Gisele Cittadino; o Presidente do Instituto de Defesa ao Direito de Defesa e criminalista, Fábio Tofic Simantob; o Professor Doutor de Direito da PUC/SP Álvaro Luiz Travassos

Já no lançamento do livro “O Caso Lula – a luta pela afirmação dos direitos fundamentais no Brasil”, Juristas focaram no cenário político e no que representa a Operação em Curitiba. Falaram ao Just, Yarochewski, o Professor Livre Docente de Direito Administrativo na PUC-SP e Juiz Federal em São Paulo, Sílvio Luís Ferreira da Rocha, o Professor Emérito da PUC-SP Celso Antônio Bandeira de Mello; O Professor Adjunto de Direito Administrativo na Facultad de Derecho y Ciencias Sociales de la Universidad Nacional del Comahue (Argentina), Pablo Angel Gutierrez; Geoffrey Robertson e Cristiano Zanin, advogados do ex-presidente; Rafael Valim, Professor Doutor de Direito Administrativo da PUC-SP; Gustavo Marinho, advogado e Professor na PUC-SP e, por fim, Valeska Teixeira Zanin Martins, advogada e uma das protagonistas da defesa do ex-presidente.

Para entender a série de críticas feita ao caso, bem como análises políticas do que significa esse julgamento, não deixe também de conferir as notícias e artigos do Justificando.

Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend