Rede Feminista de Juristas lança campanha ‘Pra Não Rimar Amor e Dor’
Quinta-feira, 8 de março de 2018

Rede Feminista de Juristas lança campanha ‘Pra Não Rimar Amor e Dor’

Um dos principais braços de atuação da Rede Feminista de Juristas é o oferecimento de orientações jurídicas inicias e encaminhamentos para vítimas de violência. Depois de dois anos de atuação, os dados apontam que 26,3% dos pedidos de ajuda recebidos são de mulheres vítimas de violência doméstica – e 18,6% são de violência sexual.

Esses dados estampam, portanto, o que já imaginávamos: o lugar mais violento para uma mulher é dentro de casa! E, na maior parte dos casos, a violência é cometida pelo namorado, pelo marido, pelo companheiro, pelo pai dos filhos.

A Campanha Pra Não Rimar Amor e Dor vai dar espaço de fala e escuta a todxs. O objetivo é garantir um ambiente seguro, acolhedor e livre de julgamentos para que possamos estampar aquilo que já intuímos: existem padrões nos relacionamentos abusivos.

A violência geralmente não começa na agressão física. Existe uma escalada. E nós queremos nos emancipar!

Acreditamos que ao evidenciarmos os padrões nos empoderamos com informações concretas que nos ajudarão a perceber rapidamente quando estamos diante de um companheiro que, embora ainda não seja abusivo, já demonstra sinais de que não está disposto a construir uma relação de parceria.

Nenhuma mulher – nem qualquer pessoa – precisa ficar meses, anos ou mesmo quase a vida toda ao lado de um homem que a manipula, a ignora, a humilha na frente dos amigos, a trai, a desrespeita, a expõe a doenças e a agride fisicamente. Uma mulher não precisa estar dentro de um relacionamento amoroso para ter valor!

Acreditamos que juntas podemos fortalecer nossos valores enquanto seres humanas integrais, que sabem, por si mesmas, o que não toleram e que conseguem identificar mais rapidamente os comportamentos intoleráveis de homens que dizem nos amar. A culpa NUNCA é da vítima!

Porém, nós somos muito mais do que vítimas. Somos mulheres inteiras, capazes e donas de si e agentes das suas próprias vidas! Você não precisa ficar com medo de ficar sozinha, porque você já não está sozinha!

Nossa união, nossa troca de experiências e nossa rede nos alimenta do afeto que precisamos; um companheiro deve ter a clara percepção da mulher incrível que você é e se ele não tiver ou não valorizar, acreditamos que todas nós temos forças para retirá-lo de nossas vidas; nenhuma mulher precisa consertar nenhum homem. Essa não é nossa responsabilidade!

Preencha o formulário aqui.


Grupo de Trabalho da Campanha Pra Não Rimar Amor e Dor: Isabela Guimarães Del Monde, Julia Drummond, Sofia Larriera, Érica Meireles, Tainã Góis Caroline Almeida e Bruna Sillos.

Quinta-feira, 8 de março de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend