CNJ abre processo para investigar manifestações de desembargadora do TJ-RJ
Quarta-feira, 21 de março de 2018

CNJ abre processo para investigar manifestações de desembargadora do TJ-RJ

Foto: Reprodução / Facebook

O CNJ vai investigar as manifestações feitas pela desembargadora Marilia de Castro Neves, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), após o assassinato da vereadora Marielle Franco, do PSOL, e de seu motorista, Anderson Pedro GomesA magistrada afirmou que Marielle “estava engajada com bandidos” e era “um cadáver tão comum quanto qualquer outro”. 

Leia mais: Deputado e juíza são acusados de crime de ódio contra Marielle Franco

Associação de Juízes exige investigação independente no caso Marielle

Entidades lamentam morte de Marielle Franco e cobram apuração imediata

Após as declarações, o PSOL e a Associação Brasileira de Juristas para Democracia entraram no CNJ com duas representações contra a magistrada. Em nota, o ministro João Otávio de Noronha, corregedor Nacional de Justiça, afirmou que diante das recentes notícias veiculadas, iria ser aberto um procedimento para averiguar os fatos. 

Veja abaixo a nota à imprensa: 

“Diante das recentes notícias veiculadas em meios de comunicação sobre manifestações públicas da desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Marília Castro Neves, a respeito da vereadora carioca assassinada, Marielle Franco, o corregedor Nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, determinou a abertura de procedimento para averiguar os fatos. 

O Psol e a Associação Brasileira de Juristas para Democracia entraram no CNJ com duas representações contra a magistrada. Em relação às postagens feitas pela desembargadora Marília Neves em redes sociais sobre a atuação de uma professora portadora da Síndrome de Down, o corregedor nacional determinou a abertura de Pedido de Providências e será concedido prazo para que a desembargadora se manifeste a respeito. “

Quarta-feira, 21 de março de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend