Africanos resgatados no Maranhão têm ajuda da DPU para pedir refúgio
Quarta-feira, 23 de maio de 2018

Africanos resgatados no Maranhão têm ajuda da DPU para pedir refúgio

Pessoas em situação de Refúgio no RJ. Foto: Agência Brasil (meramente ilustrativa)

A Defensoria Pública da União (DPU) no Maranhão acompanha o caso de 25 imigrantes africanos que aportaram em São Luís no último final de semana após mais de um mês à deriva no oceano. Os imigrantes, que buscam refúgio no Brasil, saíram de Cabo Verde e afirmam ter pagado cerca de mil dólares a atravessadores para trazê-los ao país.

O barco chegou à costa brasileira na noite de sábado (19), em situação precária. Na manhã de domingo, a DPU compareceu, na Polícia Federal, ao interrogatório de dois brasileiros suspeitos de transportar os africanos ilegalmente. “Os nacionais foram presos no porto de São José de Ribamar (MA) sob a acusação de terem atuado como ‘coiotes’ na entrada ilegal no país dos 25 estrangeiros”, explicou o defensor público federal Carlos Eduardo Moraes Marão. Ainda no domingo, o defensor visitou o ginásio onde os imigrantes foram alojados, a fim de verificar as condições físicas dos resgatados e oferecer o primeiro atendimento.

“Hoje pela manhã (segunda-feira) voltamos lá para prestar melhores esclarecimentos acerca da possibilidade de refúgio e outros direitos que eles têm”, disse a defensora pública federal Ana Carolina Fonseca Valinhas, que também acompanha o caso. Segundo ela, os africanos manifestaram o interesse de se regularizarem no Brasil e afirmam não querer voltar para os países de origem. Eles seriam do Senegal, Nigéria, Guiné, Serra Leoa e Cabo Verde, de acordo com o governo do Maranhão.

Ainda segundo a defensora, a Polícia Federal já iniciou as tratativas para solicitação de refúgio, processo em que a DPU atuará para garantir o respeito aos direitos dos imigrantes. Com informações da Assessoria de Comunicação da Defensoria Pública da União.

Quarta-feira, 23 de maio de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend