Mais de 7 mil prefeitos e secretários têm suas contas consideradas irregulares pelo TCU
Sexta-feira, 27 de julho de 2018

Mais de 7 mil prefeitos e secretários têm suas contas consideradas irregulares pelo TCU

Fonte: Radioagência Nacional.

O Tribunal de Contas da União (TCU) entregou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nessa quinta-feira (26), a lista com os nomes e os processos de gestores públicos que tiveram as contas consideradas irregulares nos últimos oito anos.

A entrega do documento é uma exigência da Lei da Ficha Limpa, que precisa ser cumprida a cada ano eleitoral.

São mais de 7 mil prefeitos, secretários e gestores de órgãos públicos de todo o Brasil que correm o risco de serem considerados com a ficha suja e impedidos de disputar as eleições deste ano.

Mas ter o nome na lista é só um indício, como explica o presidente do TSE, ministro Luis Fux.

A lista será atualizada, diariamente, pelo TCU e deve ficar disponível para qualquer pessoa, pela internet.

Após o registro das candidaturas, quem tiver o registro questionado pelo Ministério Público, adversários ou partidos, será julgado pela Justiça Eleitoral e pode ter a candidatura impugnada.

O prazo para oficializar as candidaturas termina no dia 15 de agosto.


O Justificando não cobra, cobrou, ou pretende cobrar dos seus leitores pelo acesso aos seus conteúdos, mas temos uma equipe e estrutura que precisa de recursos para se manter. Como uma forma de incentivar a produção de conteúdo crítico progressista e agradar o nosso público, nós criamos a Pandora, com cursos mensais por um preço super acessível (R$ 19,90/mês).

Assinando o plano +MaisJustificando, você tem acesso integral aos cursos Pandora e ainda incentiva a nossa redação a continuar fazendo a diferença na cobertura jornalística nacional.

[EU QUERO APOIAR +MaisJustificando]

 

Sexta-feira, 27 de julho de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]