Para Geraldo Alckmin, pós-graduação pública deve ter cobrança de mensalidade
Sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Para Geraldo Alckmin, pós-graduação pública deve ter cobrança de mensalidade

Imagem: Reprodução

Em entrevista para a Globo News, na última quinta-feira, dia 2 de agosto, o pré-candidato à presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, anunciou que, se eleito, estudará o fim do ensino superior gratuito. O plano é iniciar a cobrança pelos cursos de pós-graduação.

“Esse seria o primeiro passo, porque hoje nem a pós-graduação é paga”, declarou o pré-candidato. “Então o primeiro passo que eu daria é que toda a pós-graduação fosse cobrada”.

A promessa de candidatura de Alckmin veio no mesmo dia em que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou que precisará suspender o pagamento de todas as bolsas para mestrado, doutorado e pós-doutorado em agosto de 2019, já que o teto que limita o orçamento de 2019 destinará um valor muito inferior ao necessário para a manutenção de suas atividades.

 

 

A Capes, que fomenta a produção científica no país, vem sofrendo cortes orçamentários desde 2015. Naquele ano, o orçamento da instituição era foi de R$7,7 bilhões, sendo reduzido para 3,94 em 2018. A previsão é que, para 2019, o valor destinado à agência se caia para R$3,3 bilhões.  

A redução afetará cerca de 93 mil pesquisadores em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado, responsáveis por grande parcela da produção científica no país. Nas redes sociais, os pesquisadores criaram a hashtag #MinhaPesquisaCapes, para falar da relevância de seus projetos.

Além disso, serão atingidos cerca de 105 mil bolsistas de programas de formação e qualificação de professores, do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), o Programa de Residência Pedagógica e o Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor).


O Justificando não cobra, cobrou, ou pretende cobrar dos seus leitores pelo acesso aos seus conteúdos, mas temos uma equipe e estrutura que precisa de recursos para se manter. Como uma forma de incentivar a produção de conteúdo crítico progressista e agradar o nosso público, nós criamos a Pandora, com cursos mensais por um preço super acessível (R$ 19,90/mês).

Assinando o plano +MaisJustificando, você tem acesso integral aos cursos Pandora e ainda incentiva a nossa redação a continuar fazendo a diferença na cobertura jornalística nacional.

[EU QUERO APOIAR +MaisJustificando]

 

 

 

 

Sexta-feira, 3 de agosto de 2018
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend