Líder do Movimento de Moradia é absolvida de acusação de extorsão
Quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Líder do Movimento de Moradia é absolvida de acusação de extorsão

Por Gabriel Prado 


Carmem da Silva Ferreira, líder sem-teto, foi absolvida nesta quarta-feira (30) do crime de extorsão contra moradores da ocupação do Hotel Cambridge. As provas apresentadas pelos procuradores José Reinaldo Guimaraes Carneiro, Camila Bonafini Pereira, Paula Augusta Mariano Marques e Orlando Brunetti Barchini não foram suficientes para a condeção, segundo o juiz.

Segundos a denúncia do Ministério Público, Carmem havia realizado a cobrança de um morador com violência em um prédio ocupado. Liderança da ocupação do Hotel Cambridge, organizada pelo Movimento Sem Teto do Centro, Carmem ganhou notoriedade após o documentário “Era o Hotel Cambridge”  em 2016 que narra a experiencia da líder a frente de ocupações no cento de São Paulo. 

“Os promotores que acusaram Carmen visavam criminalizar os movimentos de moradia, que buscam assegurar o direito de moradia previsto na Constituição Federal, dando utilidade às propriedades abandonadas por especuladores imobiliários nos centros urbanos”, alegou Castro Alves. A defesa foi realizada pelos advogados Ariel de Castro Alves e Francisco Lucio França, do escritório França e Castro Alves Sociedade de Advogados

“É patente a impossibilidade de configurar a extorsão, neste caso, quando a vítima não se comporta como se atemorizada estivesse, tampouco sofre as consequências que sustentou ser inexoráveis. Oras, não se tipifica a extorsão, se a vítima não ficou atemorizada”, disse o juiz. “Um decisão importante e emblemática contra a criminalização dos movimentos sociais e de moradia!”, afirmou Castro Alves.

Leia também:

A justificativa da desobediência civil no contexto das lutas pró moradia

A justificativa da desobediência civil no contexto das lutas pró moradia

O Justificando não cobra, cobrou, ou pretende cobrar dos seus leitores pelo acesso aos seus conteúdos, mas temos uma equipe e estrutura que precisa de recursos para se manter. Como uma forma de incentivar a produção de conteúdo crítico progressista e agradar o nosso público, nós criamos a Pandora, com cursos mensais por um preço super acessível (R$ 19,90/mês).

Assinando o plano +MaisJustificando, você tem acesso integral aos cursos Pandora e ainda incentiva a nossa redação a continuar fazendo a diferença na cobertura jornalística nacional.

[EU QUERO APOIAR +MaisJustificando]

Quarta-feira, 30 de janeiro de 2019
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend