Gerúndio
Quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Gerúndio

Por João Marcos Buch

 

É sexta-feira. Estou chegando cedo no Fórum. Estou despachando casos deixados da noite anterior. Estou me encontrando com a chefe de cartório que me acompanhará ao Presídio e Penitenciária. Estou me dirigindo ao complexo prisional, escoltado. Estou entrando no presídio. Estou vendo que a casa de triagem de visitas familiares continua precária. Estou estacionando o carro e estou entrando na administração prisional. Estou conversando com o gerente prisional. Estou recebendo a feliz notícia de que finalmente um médico atende no ambulatório, ainda carente de móveis e equipamentos. Estou conversando com o jovem médico, vendo o ânimo com que está recebendo esse novo desafio. Estou entrando na sala de aula e vendo as detentas acompanhando compenetradas a videoconferência do seminário de gestão prisional promovido pelo conselho carcerário. Estou ouvindo as palavras da palestrante, Petra, no telão, que diz:

“vocês não são mulheres presas, vocês estão presas”.

Estou sentindo a satisfação de todos os envolvidos no seminário. Estou chamando detentos representantes de três pavilhões para nova reunião, comprometido que estava há um mês em dar retorno da reunião anterior. Estou vendo com satisfação que frio não passam mais pois agora por mim autorizados a receber vestuário dos familiares. Estou ficando impaciente e estressado ao perceber que as queixas sobre banheiro quebrado, falta de colchões, atraso na entrada de visitas, esgoto e sujeira no lado externo das galerias continuam. Estou reafirmando aos detentos meu compromisso em novamente cobrar do departamento penitenciário a melhoria do sistema para todos, dizendo que retornarei outra vez para com eles conversar. Estou saindo do Presídio. Estou entrando na Penitenciária. Estou conversando com o Diretor. Estou ouvindo dele relatos sobre detentos com grave situação de saúde, na enfermaria mas que deveriam estar em prisão domiciliar, dentre eles um com paraplegia e feridas decorrentes do fato de permanecer deitado e que é custodiado por outro juízo. Estou contornando pelo lado de fora a Penitenciária para entrar nas galerias pela parte dos fundos. Estou encontrando detento com grave problema digestivo. Estou entrando numa galeria e entregando papéis e canetas aos detentos, pedindo que preencham breves formulários sobre requerimentos que tenham nos seus casos. Estou passando na sala de aula para ver a vídeo-conferência e verifico que houve pane no sistema e ela foi interrompida, com a garantia de solução para o período da tarde. Estou sendo interceptado por muitos detentos com cartas e pedidos que me entregam. Estou me reunindo com representantes da galeria visitada e deles ouvindo reivindicações sobre mais rapidez nas chamadas noturnas para atendimento emergenciais à saúde. Estou recebendo de um dos detentos um calhamaço de cartas e formulários preenchidos. Estou me despedindo de todos. Estou voltando para o Fórum para apurar os casos graves de detentos que fizeram pedidos. Estou atendendo telefone de jornalista que deseja tratar das prioridades para o sistema prisional no ano de eleições. Estou dizendo que ao lado da estrutura que deve melhorar é fundamental investir nos recursos humanos. Estou no Fórum pedindo que a estagiária busque um sanduíche para mim, que servirá como almoço. Estou reunido com a assessoria para traçar diretrizes sobre os processos. Estou deferindo prisão domiciliar ao detento com problema digestivo. Estou despachando e despachando. Estou me dirigindo ao local onde o seminário de gestão prisional está ocorrendo. Estou palestrando. Estou bem satisfeito com o diálogo havido. Estou retornando ao Fórum. Estou terminando o trabalho do dia, já à noite. Estou escrevendo para expurgar as bruxas. Estou me assossegando.

É sexta-feira.

João Marcos Buch é Juiz de Direito da Vara de Execução Penal e Corregedor do Sistema Prisional da Comarca de Joinville/SC

Quinta-feira, 4 de dezembro de 2014
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend