A verdadeira escória da sociedade
Sexta-feira, 2 de outubro de 2015

A verdadeira escória da sociedade

Alguns dias atrás o deputado Jair Bolsonoaro fez questão de aparecer novamente em frente as câmeras e ser noticiado pela mídia. Infelizmente não foi por um projeto de lei inovador ou por alguma decisão que efetive uma melhora substancial para o nosso país. Novamente, ele faz uso da imprensa para manifestar e expor sua ignorância, arrecadando seguidores e fazendo as pessoas lembrarem-se de sua existência.

Em uma entrevista ao Jornal Opção, o deputado Bolsonaro afirmou o seu desejo pela saída da presidente Dilma tendo ou não que acontecer a morte da mesma, não satisfeito com seu comentário acrescentou o seu repúdio aos imigrantes que chegam ao Brasil, dirigindo-se a eles como ‘’ a escória do mundo’’.

‘’ Caso venham reduzir o efetivo, é menos gente nas ruas para fazer frente aos marginais do MST, dos haitianos, senegaleses, bolivianos e tudo que é escória do mundo que, agora, está chegando os sírios também. A escória do mundo está chegando ao Brasil como se nós não tivéssemos problemas demais para resolver’’.

Primeiramente, o sentimento que prevalece sobre a minha pessoa é pena. Pena que sinto pelo nosso Estado brasileiro possuir no seu cenário político pessoas com demasiados preconceitos e falta de fundamentos em suas falas e argumentos. Pena ainda, por saber que decisões importantíssimas relacionadas direta ou indiretamente com nossas vidas estão nas mãos de pessoas com tamanha ignorância e desconhecimento da verdade, encoberto por um falso discurso.

Insta ressaltar ao senhor deputado que a verdadeira escória da sociedade não são os imigrantes, mas sim a sua atitude perante uma sociedade sustentada pelo medo que nela é inserido dia após dia através de uma mídia sensacionalista e tendenciosa, a qual detém um poder coercitivo sobre nós.

A verdadeira escória a qual o senhor deveria falar deveria ser a atuação do direito penal sobre apenas alguns integrantes da sociedade e em consequência disto uma seletividade. Assim, de forma desigual, o rótulo de criminoso é distribuído na sociedade e o deputado, o qual não mede suas palavras e tem convicção de que está correto, é um dos principais fomentadores dessa desigualdade através de seu discurso de ódio.  Discurso este, tendencioso e desconexo da verdade, feito puro e simplesmente para enganar a população e garantir votos dos ‘’cidadãos de bem’’ que almejam por uma sociedade melhor ao mesmo tempo que aplaudem de pé as palavras de um tirano.

Surpreende ainda (além do fato de um indivíduo destes ser um representante político do povo), que o nosso país é feito de imigrantes que, quando vieram para o nosso país, trouxeram tão pouco que até a alimentação individual era difícil. Provavelmente, o mesmo senhor que critica a entrada desses povos tenha origem imigrante, o que deixa claro a sua hipocrisia e preconceito, pois no momento em que a imigração tem cor de pele branca é aceita, mas no segundo em que a quantidade de melanina na pele aumenta, a imigração é considerada uma ameaça.

Assim, constato que a verdadeira escória da nossa sociedade não são os imigrantes, tenho certeza de que estes serão muito bem vindos. Afirmo que a escória da nossa sociedade é o discurso hipócrita, ignorante e manipulador do deputado Jair Bolsonaro. É o seu posicionamento machista e homofóbico com a intenção de fixar a sua moral que ele acredita existir. É a sua aprovação em colocar criança na cadeia e morte como pena.

Por fim, o deputado não é político de fato, pois não luta e reivindica pelo povo, ele é egoísta e tem por objetivo selecionar os bons e os maus, os incluídos e os excluídos e é um dos grandes geradores da, como afirma Becker, teoria do etiquetamento social, a qual afirma existir um ser padrão a ser seguido e os desviantes, sendo estes últimos a partir da visão do deputado pretos e pobres. E qual a única forma de incluir o branco burguês nesse etiquetamento? Apenas se ele for contrário ao ‘’ Mito’’ Bolsonaro.

Mateus Rech Graciano  é graduando do segundo semestre da Faculdade de Direito de Santa Maria ( FADISMA).
Sexta-feira, 2 de outubro de 2015
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend