Metade da população brasileira acredita que “bandido bom é bandido morto”, revela Datafolha
Segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Metade da população brasileira acredita que “bandido bom é bandido morto”, revela Datafolha

Metade da população brasileira acredita que "bandido bom é bandido morto". Foi o que mostrou a pesquisa realizada pelo Datafolha, encomendada pelo  Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgada hoje (05) pela Folha de São Paulo. A pesquisa ouviu 1.307 pessoas em 84 cidades com mais de 100 mil habitantes. 

No geral, 50% acreditam que bandido bom é bandido morto, 45% discordam dessa afirmação, 3% não concordam nem discordam e 2% não sabem. Como a margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os dados farão parte do  9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que será divulgado nesta semana.

A idade e o conservadorismo

Fazendo uma comparação de idade, a pesquisa mostra que quanto mais velho é o entrevistado,  a porcentagem dos que preferem bandido morto aumenta. De 16 a 24 anos 42% concordam contra 53% que discordam. De 25 a 44 anos ocorre um empate e 48% concordam e discordam da afirmação. De 45 a 59 anos 51% concordam contra contra 43% que não. Já com 60 anos ou mais 65% concordam contra 30% que não.

Fazendo uma comparação entre pessoas de 16 a 24 e pessoas com mais de 60 anos houve um aumento de 51% dos que acham que bandido bom é bandido morto. Separado por sexo, 52% do público masculino concorda contra 45% que discorda. Já no feminino são 48% que concorda contra 46% que não. 

Quando separado por cor da pele, a maior diferença é entre brancos e pretos. Para os brancos, 53% concordam e 41% discordam. Já entre os pretos, 44% concordam e 50% discordam

 

 

Segunda-feira, 5 de outubro de 2015
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend