Ministério Público do Ceará denuncia sete por morte de Dandara
Terça-feira, 21 de março de 2017

Ministério Público do Ceará denuncia sete por morte de Dandara

Foto: Reprodução/Facebook – Campanha #PelaVidaDasPessoasTrans

O promotor Marcus Renan Palácio ofereceu à Justiça denúncia contra sete pessoas acusadas de participar da morte de Dandara dos Santos, travesti assassinada no bairro Bom Jardim, na periferia de Fortaleza, no dia 15 de fevereiro. Junto com a denúncia, também foi pedida a prisão preventiva dos acusados.

A Polícia Civil encaminhou o inquérito do caso ao promotor na última sexta-feira (17). O documento aponta 12 pessoas envolvidas no homicídio, que causou repercussão internacional após um vídeo com imagens do crime circular pela internet.

Antes de ser morta com dois tiros no rosto, Dandara foi brutalmente espancada. Das 12 pessoas, oito foram indiciadas. Há ainda quatro adolescentes. O promotor informou que solicitou à Polícia Civil novas diligências para identificar a participação do oitavo adulto.

Dos indiciados, segundo ele, três estão presos temporariamente. A denúncia será apreciada pela 1ª Vara do Júri.

No começo do mês (4/03), o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) usou o Facebook para manifestar repúdio a morte de Dandara.

Com o caso de Dandara, este é o sétimo crime envolvendo travestis e transexuais no Ceará este ano. Para a presidente do Conselho Municipal dos Direitos LGBT, Labelle Rainbow, esses crimes podem ser identificados como uma violência direta aos direitos dessa população.

O cenário que envolve a população LGBT no país é de extermínio, de genocídio, e a população de travestis e transexuais é a mais vulnerabilizada. Os números de homicídios são maiores com essas pessoas e são sempre crimes de ódio. Cobramos hoje a elucidação dos casos e políticas efetivas para garantir a cidadania plena e segurança diante dos crimes que ocorreram no estado”, diz.

Com informações da Agência Brasil.

Terça-feira, 21 de março de 2017
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]