Estácio de Sá é investigada por demissão discriminatória por idade
Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Estácio de Sá é investigada por demissão discriminatória por idade

Foto:

O Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro (MPT-RJ) ampliou a investigação sobre a demissão de 1.200 professores da Universidade de Estácio de Sá. O MPT encontrou indícios que a empresa está fazendo dispensa discriminatória por idade. O procurador do Trabalho Marcelo José Fernandes da Silva teve acesso a uma lista com 104 professores demitidos e constatou que 81 deles têm entre 50 e 81 anos de idade, o que representa 77,8% dos casos. 

O levantamento constatou ainda que 18 dos dispensados têm entre 40 e 49 anos e somente cinco têm menos de 40 anos.  O MPT aguarda ainda a lista total de demitidos, o que a Estácio de Sá tem se negado em atender.  

O inquérito civil foi aberto semana passada após a divulgação na imprensa que a universidade iniciou a demissão dos professores para serem recontratados com outros salários e utilizando novos contratos previstos na reforma trabalhista.  O MPT também recebeu denúncia que os professores foram retirados da sala de aula para serem obrigados a assinar suas demissões

Informações MPT. 

Sexta-feira, 15 de dezembro de 2017
Anuncie

Apoiadores
Seja um apoiador

Aproximadamente 1.5 milhões de visualizações mensais e mais de 175 mil curtidas no Facebook.

CONTATO

Justificando Conteúdo Cultural LTDA-EPP

[email protected]

Send this to a friend